Blog > Corte

marcacao-recomendacoes_02

Para que o corte dos painéis seja executado da melhor maneira são recomendadas serras com dentes de Widea e que sejam do tipo côncavo ou trapezoidal alternado.

É indicado que as serras, quando circulares, tenham riscador para que as duas faces do painel tenham um corte mais exato.

Painéis crus

- É indicado que sejam usadas serras com dentes bem finos e sem travas no corte manual. Caso não seja possível o uso de serras sem travas deve ser considera a trava mais reduzida possível.

- Para evitar que o corte seja prejudicado com as vibrações é recomendado que a folha da serra tenha uma espessura mínima de 3 mm e que a máquina esteja devidamente nivelada e fixada ao piso.

- É fundamental que o plano de serra esteja sempre paralelo à guia para evitar que os possíveis desvios sejam transmitidos ao corte.

Painéis revestidos

Além de tomar as mesmas precauções com relação aos painéis crus, os revestidos merecem observações mais específicas como as seguintes:

É preciso considerar a altura da serra para a qualidade no corte com relação às faces dos painéis revestidos do tipo melamina, chapeada ou “finishfoil”. Sendo assim, quanto mais alta a serra melhor o resultado na face superior, já quando a altura da serra está baixa é a face interior que recebe o melhor corte. É recomendável que sejam feitos testes para chegar à altura ideal de acordo com o desejado.

A velocidade entre 60 e 90 m/s é a recomendada para o corte aglomerado de painéis revestidos com melamina.

Para todos os tipos de corte é recomendado o uso da tabela de velocidade.

 

Fresagem

Os mesmos dentes Wídea, recomendados para o corte, também tem seu uso indicado para a fresa de Tupia (mesa) em processos utilizando cabedais com facas intercambiáveis e até mesmo para os fixos.

Para chegar aos resultados desejáveis nas bordas é preciso manter uma adequada relação entre o avanço da serra e a velocidade de corte. Um avanço insuficiente, por exemplo, pode esquentar as ferramentas, encurtar a durabilidade e produzir pó de serra.

Voltar